Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Meu Doce Limão

"Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir" - Amyr Klink

11
Dez15

Posso ser sincero?


Sofia Almeida

12367104_10153348319900888_1840578643_n.jpg

 

POSSO SER SINCERO?

Não escute as pessoas negativas. Junte-se a quem enxerga a vida com bons olhos. Alie-se aos que lhe amam de verdade e que curtem seu sucesso.

 

"Evitar pessoas…

1. Arrogantes. Existe uma grande diferença entre confiança e arrogância. A confiança inspira os outros, a arrogância intimida. Pessoas arrogantes acham que sabem tudo, pelo que nunca vão reconhecer o valor dos outros.

2. Que se vitimizam. Olham para os seus próprios erros, mas imediatamente culpam outros por eles. Os culpados são sempre desde o chefe ou patrão incompetente, até aos seus pais que nunca o amaram.

3. Controladoras. São, normalmente, aquelas pessoas que sabem tudo e a melhor forma de fazer qualquer coisa, no fundo, são extremamente inseguras. Nunca darão a oportunidade a outros de expressar a sua opinião.

4. Invejosas. São pessoas que nunca estão felizes com o que têm e são incapazes de ficar felizes pelas coisas boas que acontecem aos outros. Isto, porque se alguma coisa boa tiver de acontecer, deve ser com elas.

5. Mentirosas. Um mentiroso crónico é um perigo, pois leva à desconfiança relativamente a tudo o que diz, desde elogios a promessas. Pessoas assim mentem-lhe sobre os outros aos outros sobre você.

6. Negativas. Esta pessoa vive permanentemente irritada, ressentida e desconfiada de tudo. A negatividade destrói relações e passar tempo com pessoas assim fica-se com a sensação de que nos estão a sugar a vida.

7. Gananciosas. Ter ambição, querer mais e alcançar mais longe não é errado. Mas quando se quer o que é dos outros, como uma fixação, e a qualquer preço, é muito mau.

8. Que fazem julgamentos. Há uma grande diferença entre fazer um julgamento e ser crítico. Pessoas que julgam demasiado fácil tiram conclusões precipitadas e quase sempre incorretas. São más ouvintes e comunicadoras.

9. Maledicentes. Falam facilmente dos outros sem distinguir o que é especulação ou realidade. Esta é a forma, muitas vezes, de esconderem as suas fraquezas e inseguranças. Poucas coisas são mais destrutivas do que a maledicência.

10. Sem caráter. Se uma pessoa não tem integridade ou honestidade ela vai enganar, manipular, maldizer. Haverá poucas coisas negativas que estas pessoas tóxicas não façam, quase sempre sem consciência disso. Ou talvez não…

 

 

Se conhece alguém com estas características, então o melhor é adotar uma destas Sete maneiras inteligentes de lidar com estas pessoas.

1. Afaste-se. O afastamento num determinado ambiente, faz com que o ar fique mais leve. Ignore essa pessoa e siga em frente com a sua vida de forma enérgica. Isso não significa que você a odeia ou que lhe deseja mal. Quer dizer que você dá valor ao seu próprio bem-estar.

2. Admitir que o seu comportamento é nocivo. Tome a firme decisão de não se deixar influenciar pelo comportamento dessa pessoa. Pare de tratar a situação “com panos quentes” quando estiver ao lado dela e deixe de ser condescendente com seu comportamento agressivo.

3. Diga-lhe o que pensa sobre ela, de modo claro e sem rodeios. Há pessoas dispostas a tudo à custa dos outros – passar à frente numa fila, roubar, praticar bullying, menosprezar alguém ou fazê-lo sentir-se culpado. Não tolere isto. Na maioria dos casos, estas pessoas sabem que estão erradas e, se confrontadas, tendem a recuar com as suas atitudes.

4. Seja enérgico. Esta pessoa até pode atacar e ridicularizar a sua dignidade, mas não pode retirar-lha. Desde que você não o permita. Para isso, tem de arranjar energia para defender os limites do seu território, com argumentação válida. Se isso não resultar, porque a pessoa tóxica tende a envenenar todas as outras à sua volta, afaste-se.

5. Lembre-se que esta toxicidade não é pessoal. É espectável que este género de pessoas insinue que a culpa é sua, podendo abalar a sua confiança e minar a sua determinação. Não deixe que isso aconteça, pois só assim terá liberdade. A maioria das pessoas tóxicas agem assim não apenas consigo, mas com todos à sua volta. No fundo, as coisas que esta pessoa diz e faz, e as suas opiniões são um reflexo dela própria.

6. Pratique a compaixão. Fazendo a devida distinção entre caráter e alguma situação mais problemática em que a pessoa tóxica possa estar a passar, há momentos em que vale a pena demonstrar empatia. Não se descuide, ainda que, no fundo, algumas destas pessoas estejam angustiadas, deprimidas ou até mesmo doentes mental ou fisicamente.

7. Reserve um tempo para si. Caso tenha de viver ou trabalhar com uma pessoa tóxica, lembre-se da importância de reservar um tempo para descansar e recarregar as baterias. Mesmo que estas pessoas estejam a enfrentar problemas legítimo elas compreendem que você também tem problemas – o que significa que você também pode “sair de cena”. É que viver sempre o papel de pessoa sensata perante uma pessoa temperamental e tóxica pode ser uma tarefa exaustiva."

 

texto in dinheirovivo.pt

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Blogs de Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D