Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Meu Doce Limão

"Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir" - Amyr Klink

Velha infância

[ Sempre gostei da velha e doce infância. Daquela inocência que era perfeita e cabia perfeitamente em nós. Sempre. Bastava o sol, uma lufada de ar fresco, um pouco de imaginação e o dia estava feito e éramos felizes. Não existiam pressas, não existiam horas marcadas, era tudo mais suave e intemporal. O amanhã era o acordar para viver. Descia com a minha avó, até a ribeira onde ela ia lavar a roupa. As pedras que serviam de tanque eram grandes, na verdade eram pequenas, mas aos meus olhos eram enormes. Sentava-me numa delas e olhava para ela enquanto ela lavava e esfregava a roupa na água, enquanto se enchia de espuma daquele sabonete cor de rosa. Eu ficava com os pés na ribeira. A água era fria. O som dela a correr era música. Os girinos, os seixos, o sol e tudo era tão simples. Hoje já não sei se as pedras estão por lá. Já não sei se a ribeira ainda existe. Mas guardo nas gavetas da memória, que abro com carinho quando quero lá voltar. ]

Sofia Almeida
www.meudocelimao.com

18740534_827396324089724_3172972059691719926_n.jpg